Weby shortcut
Instagram
Youtube da UFG
Foto UFG Inclui

Indígenas e quilombolas da Regional são ouvidos pela CAF e CIP

Por weberson dias. Criada em 11/09/19 16:56. Atualizada em 12/09/19 16:56.

Participaram da reunião a equipe da Coordenação de Assuntos da Comunidade Universitária (CCOM), do diretor Renato de Paula, e a coordenadora da CAF, Marlini Lima.

Um total de 14 estudantes indígenas e quilombolas da Regional Goiás participaram da Roda de Conversa sobre o Programa UFGInclui, realizada no dia 10 de setembro. A reunião, idealizada pela Coordenadoria de Ações Afirmativas (CAF) e a Coordenação de Inclusão e Permanência (CIP), contou com a equipe da Coordenação de Assuntos da Comunidade Universitária (CCOM), do diretor Renato de Paula, e a coordenadora da CAF, Marlini Lima.

No auditório da Unidade de Ciências Humanas, houve apresentação dos participantes e um pequeno histórico da CAF e CIP e do Programa UFGInclui. Marlini destacou que ações como as Comissões de Heteroidentificação e de Acompanhamento dos Casos de Assédio Sexual e Moral estão sob responsabilidade de ambas coordenações, bem como atividades voltadas para a comunidade LGBTQI+ e permanência dos estudantes, entendida para além das despesas.

 

Envolvimento

Segundo a coordenadora, está acontecendo uma avaliação do UFGInclui e a implantação do Observatório de Pesquisas Afirmativas. Sinalizou também como importante a participação dos estudantes em projetos de pesquisa e extensão e as bolsas para mestrado e doutorado. “Recentemente conseguimos um total de 12 vagas, através da política de cotas, para professores em concursos da UFG”, comemorou Marlini Lima.

Os estudantes puderam dar suas opiniões sobre o programa e sugerir mudanças na gestão dele. Rosemberg Dias, do Direito, reforçou da necessidade de melhor acompanhamento dos estudantes. Juvana Xakriabá, também do Direito, sugeriu a criação de uma coordenação de ações afirmativas local. Da Educação do Campo, Fernanda Farias é preciso garantir a permanência dos quilombolas, já que em seu curso, há somente ela e outra colega, ambas da Associação Quilombo Alto Santana.

Ao final do evento, a coordenadora da CAF, Marlini Lima, afirmou: “É importante ouvirmos os estudantes, pois mesmo em tempos difíceis, uma vez que precisamos entender a realidade e encaminhar algumas soluções”.

 

Números

De acordo com dados do Centro de Gestão Acadêmica da Regional Goiás, de acordo com o último censo, há 12 estudantes ativos que ingressaram pelo programa do UFGInclui.

Foto UFG IncluiFoto UFG IncluiFoto UFG Inclui

Fonte: Weberson Dias

Categorias: Noticias