Weby shortcut
Instagram
Youtube da UFG
Capa Pronera

Direito do Pronera/Incra inicia período letivo com seminário de chegada da segunda turma

Por weberson dias. Criada em 10/04/19 17:23. Atualizada em 16/04/19 16:01.

Seminário teve como tema "A educação superior e o PRONERA na conjuntura atual"

A turma de Direito de estudantes beneficiários da Reforma Agrária e agricultores familiares voltou às aulas na semana passada na Regional Goiás da Universidade Federal de Goiás (UFG). Para marcar o início das atividades nesse período letivo, o curso realizou um evento no pátio da Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas: foi o 7º Seminário de Chegada da segunda turma na Regional, do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA), ocorrido no dia 3 de abril, às 19h.

Dentre os participantes estavam os vereadores Aderson Gouvea, Iolanda Aquino e Zilwimar Maria Dantas, popularmente conhecido como Tizil da Eletrônica. Participaram também a coordenadora do curso de Direito da Regional Goiás, Andréa Abrahão Costa; a coordenadora da turma de Direito do PRONERA, Erika Macedo Moreira; a pró-reitora de Graduação da UFG, Jaqueline Araujo Civardi; e o diretor da Regional Goiás, Renato Francisco dos Santos Paula. Compuseram também a mesa os estudantes Letícia Garcês e Ueber Alves.

Pronera1

O início do evento se deu num momento em que o público estava distraído: estudantes que estavam espalhados pela plateia se levantaram, um a um, e passaram a repetir frases de senso comum que estereotipam movimentos e grupos sociais, com o objetivo de levar os ouvinte à reflexão. Em seguida um coro se levantou cantando a música Oração Latina, cuja letra evoca a força e a união. "Eu fico emocionado com a chegada dessa turma, com essa apresentação", disse Renato Paula. Os vereadores também elogiaram, não só a apresentação, como a própria existência do curso, ressaltando sua importância e seu impacto como formador de profissionais que assessoram agricultores familiares.

Pronera3

Jaqueline Civardi relembra que o curso está dentro do contexto de democratização do acesso à universidade pública. "Hoje cerca de 70% dos estudantes da UFG são provenientes das classes populares", afirma a pró-reitora de Graduação da universidade. A professora cita o dado, lembrando da importância das instituições estarem despertas para defender a ciência e a manutenção da educação pública. "A universidade não pode ficar ensimesmada. A universidade é a saída, ela precisa propagar o conhecimento", conclui Civardi.

Pronera4

A primeira turma especial de Direito da UFG se iniciou em 2007. Atualmente o curso está na sua segunda turma, que abriga 45 estudantes, os quais hospedam-se temporariamente na Cidade de Goiás, seguindo um calendário acadêmico regido pela pedagogia da alternância.

Fonte: Arthur Maresca

Categorias: Noticias