Weby shortcut
Instagram
Youtube da UFG
Capa 10 motivos #vempraufg

10 motivos para você fazer UFG na Cidade de Goiás

Por João Paulo Lopes Machado. Criada em 16/01/20 20:01. Atualizada em 21/01/20 17:40.

A Cidade de Goiás tem seus encantos: estudar aqui pode ser uma ótima escolha

A Cidade de Goiás, como tantas outras no Brasil, é uma pequena cidade localizada no pé de uma serra, a Serra Dourada. Mas não se engane! Se tem uma coisa que esse lugar não é, é ser um lugar qualquer. Afinal, foi nessa cidade ainda no Século XIX que se instalou a primeira instituição de ensino superior no Estado de Goiás. E é nessa cidade, que é a antiga capital do estado homônimo, que se sediam os campi de três instituições públicas de ensino superior. Não é pouca coisa! Motivos para estudar aqui na Regional Goiás da UFG não faltam e a gente pode te provar. Por que fazer UFG na Cidade de Goiás? Confira.

1. Porque Goiás é muito linda. Sério!

Existe uma cidade chamada Goiás no interior do Estado de Goiás e ela é adorável! Com uma população de cerca de 24 mil habitantes (IBGE, 2010), essa histórica cidade é berço de gente ilustre como Cora Coralina e Hugo de Carvalho. A sua composição urbana de traços coloniais respira história e é de uma beleza única. As fotos não mentem.

Foto extraída de https://international.ufg.br/p/20494-goias Foto Goiás Weberson2

2. Porque a cidade tem uma natureza privilegiada

Não bastasse o charme dos becos e das casas coloniais, Goiás é coroada pela Serra Dourada, a qual é protegida pelo Parque Estadual da Serra Dourada. E dentro desse cenário é possível encontrar lago, riachos, cachoeiras e mirantes. A fauna e a flora do Cerrado compõem retratos muito bonitos!

3. Porque todos os meses há eventos que agitam a cidade

Durante o carnaval, durante o Festival Goyaz ou durante a Procissão do Fogaréu, o que se vê são ruas e becos lotados de moradores e de turistas que vêm passear na Vila Boa de Goyaz¹. Mostras de cinema, apresentações teatrais, shows musicais, festas e festivais tornam Goiás ainda mais atraente.

4. Porque Goiás vem se consolidando como um pólo universitário no Vale do Araguaia

O Instituto Federal de Goiás (IFG), a Universidade Estadual de Goiás (UEG) e a Universidade Federal de Goiás (UFG) somam 16 cursos de graduação oferecidos na cidade por instituições públicas de renome. Isso significa que a cidade tem um potencial acadêmico que não deve ser ignorado. Juntas, essas instituições somam diversas ações de pesquisa, extensão e cultura que, certamente, alguma(s) delas devem te interessar.

5. Porque você pode morar com tranquilidade a cerca de duas horas do Centro de Goiânia

Goiás tem supermercados, agências bancárias, restaurantes, cafeterias, hospital, lojas e serviços diversos que podem atender suas demandas cotidianas. Mas se precisar ir à cidade grande, não está difícil: estamos a cerca de 140km do Centro de Goiânia e a uns 320km de Brasília. Há uma rodoviária na cidade da qual partem ônibus regulares, não só para Goiânia, mas também para outras cidades nas proximidades.

6. Porque os cursos da Regional Goiás aliam qualidade com comprometimento social

A Regional Goiás compreende a Unidade Acadêmica Especial de Ciências Humanas e a Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas. Juntas elas possuem diversas ações que são desenvolvidas pela comunidade acadêmica em conjunto com a comunidade externa. Ações de melhorias habitacionais, de incentivo à reciclagem, de assessoria jurídica, de educação rural são só algumas das muitas atividades desenvolvidas em parceria com a população vilaboense. Tais práticas abrem a universidade à comunidade externa e auxiliam no aprendizado dos estudantes.

7. Porque a Regional Goiás é parte de uma das 20 melhores universidades do país!

A UFG é uma das 20 melhores universidades do país segundo ranqueamentos nacionais e internacionais, como o Ranking Universitário da Folha (RUF) e o Center for World University Rankings (CWUR). Não raro é primeiro lugar no Estado de Goiás. No Índice Geral de Cursos (IGC)² de 2018, a UFG é nota 4 (muito bom), nota que somente dez instituições goianas alcançaram.

8. Porque a gente leva a sério o tripé "ensino, pesquisa e extensão"

A maior parte do corpo docente da Regional conquistou a titulação de doutorado. Dentre os professores que são "" mestres (reforça-se as aspas porque um mestrado exige bastante dedicação), muitos estão cursando o doutorado. Uma grande parcela dos professores são contratados em regime de dedicação exclusiva. Isso significa que temos um time bastante qualificado que dedica esforço e tempo em atividades de ensino, pesquisa e extensão.

9. Porque a diversidade faz parte do nosso dia-a-dia

A experiência universitária em Goiás também é enriquecida pelas diferenças. Pessoas de diferentes extratos sociais, de vários gostos musicais e de diferentes origens, costumes e ideias fazem um bom caldeirão cultural. Se você for ou não da cidade de Goiás, pode se sentir em casa. Isso porque aqui a universidade é construída por goianos, brasilienses, paraenses, pernambucanos, cariocas, mineiros, paulistas... a lista vai longe! Até intercambistas estrangeiros compõem a nossa comunidade. Todo mundo é bem-vindo!

10. Porque Goiás tem o título de Patrimônio da Humanidade, mas ela não se resume a isso

Desde 2001 Goiás é reconhecida pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) como patrimônio da Humanidade por conta do seu conjunto arquitetônico e pela sua cultura. Mas Goiás é muito mais que isso. Para além do centro histórico e das dezenas de monumentos e de tradições seculares, o município abriga bairros com diversificados tecidos sociais, assentamentos de reforma agrária, distritos fora da malha urbana consolidada e áreas rurais: cada um deles com muitas histórias e experiências a serem compartilhadas.

Ficou animado? Quer saber quais são os cursos da UFG na Cidade de Goiás? Os cursos da Regional são Administração, Arquitetura e Urbanismo, Direito, Licenciatura em Educação do Campo, Bacharelado e Licenciatura em Filosofia e Serviço Social. Para saber mais sobre um deles, basta clicar no nome do curso acima.

https://www.instagram.com/p/BtXDmfRheoZ/?utm_source=ig_web_copy_link

Fotografia de @gabriel.azevedx

¹ Vila Boa de Goyaz é o antigo nome da cidade. Segundo historiadores, faz referência ao bandeirante Bartolomeu Bueno, fundador da vila. Já Goyaz é o nome do povo indígena que teria habitado as margens do Rio Vermelho.

² O IGC é um indicador avaliativo do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação.

Fonte: Arthur Maresca

Categorias: Noticias